Conheça os três grandes vilões dos pés para quem pratica atividade física

Médico explica quais são as doenças dermatológicas mais comuns para quem é adepto da corrida ou caminhada

 

A unha escurecida, as bolhas e o mau cheiro (conhecido popularmente como o chulé) são os grandes vilões para quem pratica atividades físicas muito frequentes de corrida ou caminhada. Segundo o médico dermatologista e diretor da SBD-RS, Juliano Peruzzo, há casos bem simples de serem resolvidos, como a escolha adequada do tênis. Em média, um corredor toca o solo com seus pés entre 160 e 180 vezes por minuto. Esse atrito constante, pode ocasionar lesões nas unhas

“Muitas vezes o paciente chega para consulta achando que é fungo, mas há muitos casos que podem ocorrer apenas pela ação constante de fricção dos pés no calçado. Por isso é tão importante acertar a numeração do tênis. É normal que o impacto recorrente que a atividade proporciona vá machucando a unha e, em alguns casos, ocorre a distrofia”, explica.

Quanto ao mau cheiro, o famoso chulé, o segredo é fugir da umidade e calor. O problema ocorre devido a substâncias liberadas por bactérias que se proliferam no ambiente úmido e quente dos nossos pés. Essa condição também propicia a infecção por fungos que causam a frieira. Por isso, uma dica para quem pratica corrida ou caminhada frequente é a organização de um rodízio do calçado.

“É importante não usar todo o dia o mesmo tênis para que ele seque bem e diminua a chance de virem a aparecer fungos”, completa o médico.

Já as bolhas ocorrem quando pontos específicos dos pés sofrem demais. Tamanho e costuras dos calçados e até o material das meias podem influenciar.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Sobre a SBD/RS

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) é a única instituição reconhecida oficialmente pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) como representante dos dermatologistas no Brasil. Os médicos dermatologistas a ela ligados precisam obter o Título de Especialista que atesta a sua capacitação.

 

A secção SBD-RS é a sua representante no território do Rio Grande do Sul.

Publicações recentes

Conecte-se

Este site utiliza cookies

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Se de acordo, clique em ACEITAR ao lado.