Dermatologistas empenham apoio a medidas preconizadas pelo Ministério da Saúde para prevenir a Covid-19

Para a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o reforço às medidas de higiene, de proteção individual e de restrição de contato são os meios mais eficazes de impedir o contágio e o aparecimento de novos caso. Esse entendimento é o cerne de nota pública, divulgada nesta quarta-feira (25/3), um dia após pronunciamento da Presidência da República, no qual se questionou a validade dessas ações no enfrentamento da Covid-19.

O presidente da SBD, Sergio Palma, entende que as medidas, que têm sido adotadas e estimuladas pelo Ministério da Saúde, seguem um consenso internacional, baseado em orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e na experiência de outros países no combate ao coronavírus.

“Assim, a SBD reitera sua confiança no trabalho realizado pelo ministro Luiz Henrique Mandetta e sua equipe que têm ancorado suas decisões na experiência internacional e no conhecimento científico”, diz o documento.,

No texto, a SBD reconhece que novas descobertas podem levar à adoção de outras estratégias, porém apenas após a confirmação científica de que serão reduzidos riscos e oferecida maior segurança para a população.

Confira a íntegra da nota abaixo:

Nota da SBD aos dermatologistas e à população

A ciência deve nortear as ações de combate e prevenção ao coronavírus e à Covid-19

No enfrentamento da pandemia de Covid-19, uma das maiores crises de saúde pública da história, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) vem a público ressaltar que:

1) A história natural dessa doença tem sido descrita aos poucos, pelas análises de médicos e cientistas ao redor do mundo, podendo-se dizer que, até o momento, pouco se sabe;

2) Ainda não há informações sobre os efeitos do coronavírus e da Covid-19 sobre nossa saúde em médio e longo prazos e nem sobre sua interação com doenças crônicas e seus tratamentos;

3) Esse contexto exigirá o desenvolvimento de novos estudos que ajudarão a humanidade a entender como funciona a Covid-19 e seu agente causador e, em consequência, definir estratégias de prevenção e combate;

4) Até o momento, a ciência indica o reforço na higiene, a proteção individual e a restrição de contato como meios mais eficazes de impedir o contágio e o aparecimento de novos casos;

5) Entende-se que essas medidas, adotadas e estimuladas pelo Ministério da Saúde, estão em sintonia com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e as escolhas feitas pela grande maioria dos países;

6) Assim, a SBD reitera sua confiança no trabalho realizado pelo ministro Luiz Henrique Mandetta e sua equipe que têm ancorado suas decisões na experiência internacional e no conhecimento científico;

7) Evidentemente, como o assunto é dinâmico e as descobertas acontecem todos os dias, a SBD entende que mudanças na estratégia poderão ser adotadas, mas apenas após a convicção dos especialistas de que os rumos a serem trilhados reduzem riscos e aumentam a segurança para os pacientes e os profissionais.

Finalmente, a Sociedade Brasileira de Dermatologia reconhece que as medidas de isolamento social poderão ter impacto sobre a vida econômica do País. Contudo, acredita que a vida e a saúde das pessoas são bens supremos e inalienáveis, sobre os quais todos nós temos responsabilidade.

Após a superação dessa emergência epidemiológica, a Nação encontrará na união de forças para se recuperar e retomar o caminho do desenvolvimento inspirada pelo compromisso, respeito, solidariedade e cidadania que estão sendo fortalecidos em meio a essa crise.

Rio de Janeiro (RJ), 25 de março de 2020.

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)
Gestão 2019 -2020

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Sobre a SBD/RS

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) é a única instituição reconhecida oficialmente pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) como representante dos dermatologistas no Brasil. Os médicos dermatologistas a ela ligados precisam obter o Título de Especialista que atesta a sua capacitação.

 

A secção SBD-RS é a sua representante no território do Rio Grande do Sul.

Publicações recentes

Conecte-se