Inovações no diagnóstico e tratamento do câncer de pele são destaque em evento na capital gaúcha

Tema está presente na programação da 46a Jornada Gaúcha de Dermatologia que será realizada de forma híbrida nos dias 18 e 19 de março de 2022

Com mais de 90% de chance de cura se diagnosticado no seu início, o câncer de pele é uma das questões mais relevantes na área da dermatologia. O tema integra a programação da 46a Jornada Gaúcha de Dermatologia que é promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS.

“Estamos muito felizes com a volta da Jornada Gaúcha presencial. A programação científica está rica em temas de dermatologia clinica e também cosmiatria. Serão aulas bem práticas, voltadas para atualização de temas importantes para o dia a dia do consultório” afirma a diretora da SBD-RS, Juliana Boza.

No sábado (19/03) de manhã a médica, Suzana Hampe, aborda o carcinoma cutâneo caracterizado como um dos tumores de pele mais frequente e de menor mortalidade, mas que se não tratado adequadamente pode deixar mutilações bastante expressivas. Na sequência, Fernando Cafrune discorre sobre o melanoma, que representa apenas 5% do total de casos de câncer de pele, mas é o de maior gravidade e mortalidade.

A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Estas células se dispõem formando camadas e, de acordo com a camada afetada, definimos os diferentes tipos de câncer. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele. A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos, e a maioria dos casos está associada à exposição excessiva ao sol ou ao uso de câmaras de bronzeamento, já proibido no Brasil.

Apesar da incidência elevada, o câncer da pele não melanoma tem baixa letalidade e pode ser curado com facilidade se detectado precocemente. Por isso, examine regularmente sua pele e procure imediatamente um dermatologista caso perceba pintas ou sinais suspeitos.

Além do câncer, o evento proporcionará ao longo de dois dias debates e troca de conhecimento sobre diversas doenças dermatológicas e procedimentos estéticos. Além da 46a Jornada Gaúcha de Dermatologia a programação contempla o 4o Simpósio Gaúcho de Terapêutica Dermatológica e Imunobiológicos e 5a Jornada Multisserviços.

O evento será realizado de forma híbrida com atrações online e presenciais, no Hotel Hilton, em Porto Alegre (RS). Mais detalhes podem ser conferidos no site https://sbdrs.org.br/jornada/

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Sobre a SBD/RS

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) é a única instituição reconhecida oficialmente pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) como representante dos dermatologistas no Brasil. Os médicos dermatologistas a ela ligados precisam obter o Título de Especialista que atesta a sua capacitação.

 

A secção SBD-RS é a sua representante no território do Rio Grande do Sul.

Publicações recentes

Conecte-se

Este site utiliza cookies

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Se de acordo, clique em ACEITAR ao lado.