PALAVRA DO DERMATO: Importância do Consentimento Informado para Procedimentos Dermatológicos

Vou sentir dor? Quais são os riscos relacionados ao meu procedimento? Vai ficar cicatriz?
Todos temos dúvidas, principalmente quando estamos diante de uma situação nova que envolva um procedimento médico.

Para esclarecer essas dúvidas, os consultórios e clínicas médicas disponibilizam o consentimento informado, um termo no qual você permite ou recusa submeter-se a um procedimento médico.

Você tem ideia do que precisa saber antes de um procedimento dermatológico? Tudo o que você tiver dúvida em relação ao procedimento, como os riscos, probabilidade de sucesso, alternativas, o que pode acontecer durante a recuperação e o que pode acontecer se você não realizar a intervenção indicada.

Para que serve o Consentimento Informado? A utilização do Consentimento Informado (CI) na dermatologia visa a esclarecer o paciente que vai se submeter a um procedimento médico acerca de sua condição clínica ou riscos relacionados à intervenção médica. Mais do que uma obrigação legal é um direito do paciente que esteja ciente das possibilidades de sua evolução clínica antes do procedimento ser realizado. O termo deve descrever as práticas médicas indicadas, em linguagem clara, objetiva, acessível ao paciente, ou seu representante legal.

Diante de qualquer procedimento médico, seja clínico ou cirúrgico, existem riscos que podem decorrer desta intervenção. O CI visa dirimir dúvidas, informar o paciente e familiares sobre esses riscos e dar o direito aos pacientes de optarem ou não por se submeter ao tratamento oferecido.

O médico dermatologista dispõe de uma ampla gama de tratamentos e procedimentos que podem beneficiar o seu paciente. Através de uma relação de transparência, o paciente que opta por se submeter a um procedimento vai se sentir mais seguro e confiante de que seu médico está agindo dentro das normas da ética médica.

O paciente tem o direito e a obrigação de estar bem informado e participar da decisão final sobre seu tratamento. Cabe ao seu médico informar e cabe ao paciente questionar e esclarecer as suas dúvidas.

Autor: Dr. Fernando Eibs Cafrune – Dermatologista SBD-RS

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Conecte-se