Teste de contato

Palavra do Dermato

O teste de contato ou teste epicutâneo, em inglês: patch test,  é o método mais eficiente para diagnóstico da dermatite alérgica de contato e para identificar os agentes que a causam.

A presença de teste positivo a certa substância, relacionada com a história clínica do paciente, possibilita identificar os materiais que, em contato com a pele, podem desencadear esse quadro, auxiliando o paciente e o médico no tratamento.

O teste é colocado sob forma de adesivos, no dorso do paciente e retirado em 48 horas, quando é feita a primeira leitura. Depois, em 96 horas se faz uma nova e confirmatória leitura. Durante a semana do teste o paciente deve cuidar atividades que possam vir a promover suor, para não descolar o mesmo.

Hoje em dia, com a bateria padrão mundial, pode-se testar 30 principais substâncias já bem estabelecidas como causadores de alergias. Além disso, com as novas baterias de cosméticos e pediátrica, por exemplo, pode-se  refinar e personalizar o exame de acordo com cada paciente.

Para realização do teste não pode estar grávida, nem usando corticóides tópicos ou sistêmicos, pelo menos 30 dias antes, além de alguns anti-histamínicos como hidroxizina e alguns imunossupressores. Também deve-se estar com as lesões controladas. Procure um dermatologista SBD para ver se você se beneficia deste exame.

 

Autor(a): Dra. Mariele Bevilaqua – Dermatologista. CRM 35080

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Conecte-se