PALAVRA DO DERMATO – Alopecias Inflamatórias

A perda de cabelo é uma das queixas mais frequentes em consultas dermatológicas e causa um grande estresse em seus pacientes. O conhecimento do tipo de alopecia, termo médico que se refere a perda de fios, é de suma importância para recuperação do quadro.

Sabemos que existe causas genéticas nas quais quanto mais precoce é o diagnóstico melhor resultados obtemos com os tratamentos atuais. No entanto, causas adquiridas podem piorar as alopecia genéticas levando a uma rápida evolução de quadro que poderia ser mais brando. Essas causas inclui: dietas restritivas, dietas de emagrecimentos, estresse, alterações hormonais, alguns medicamentos como anti-hipertensivos, anti-inflamatórios, antidepressivos, entre outros. Além disso, essas causas adquiridas podem causar perdas importantes de cabelo inclusive de uma maneira independente.

Além das quedas de cabelos, podemos ter processos inflamatórios do couro cabeludo que podem levar a descamação e a vermelhidão do couro cabeludo. Existem diversas doenças que cursam com quadros semelhantes que podem confundir os pacientes achando que estes quadros possam se tratar de caspa comum. Nestes grupos, além da caspa obviamente, existem doenças autoimunes como lupus de couro cabeludo, liquen plano pilar, entre outras, que cursam com a mesma descamação e vermelhidão mas que podem levar a perdas permanentes de cabelo sem reversão e também em alguns casos estarem associadas à doencas sistêmicas.

Por isso vale a dica que ao se observar padrão diferente de queda do que você tinha antes, como coceira, dor, descamação e vermelhidão procure sempre um médico dermatologista para lhe ajudar em seu diagnóstico e tratamento.

Autor: Dra. Giselle Martins, dermatologista associada da SBD-RS.

A SBD-RS não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos apresentados na Palavra do Dermato. O artigo apresentado acima é de total responsabilidade do autor.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Conecte-se